Luvas

 A proteção das mãos dos trabalhadores contra riscos mecânicos como abrasão, corte e perfuração, riscos químicos e biológicos como fungos e bactérias, é alcançada com o uso de luvas de segurança. Para que a proteção seja efetiva, é preciso avaliar os riscos a que o trabalhador está submetido e as atividades que desenvolve. Para tanto existem vários tipos de materiais, textura e tamanhos.

Luvas de Raspa ou Vaqueta – As luvas compostas por esses materiais protegem contra os riscos mecânicos. Usada quando há contato com agentes abrasivos e escoriantes.  
  Luvas de malha de aço – Traz proteção contra agentes cortantes. Deve ser inoxidável sem a possibilidade de corrosão. Utilizada em frigorífico, peixarias e açougues, no contato com os discos de cortes, na afiação de facas, na desossa da carne.
 
Luva contra choque elétrico – essas luvas são específicas em serviços de eletricidade. São classificadas de acordo com a voltagem empregada, a menor classe é para até 500V e a de maior classe para uso de até 36.000V. quando há contato com eletricidade, seja em concessionárias de energia elétrica  ou no setor elétrico de indústrias.  
  Luva de Látex, Nitrílica ou PVC – protegem contra umidade, agentes químicos e biológicos. Látex para procedimentos cirúrgicos e não cirúrgicos; nitrílica ou PVC para não cirúrgicos.